EVENTOS

Dezembro 2018

01/12

14:00

MOSTRA CINEMA E DIREITOS HUMANOS 2018 - Arsenal - Cinema
  • SÁBADO (01/12) – 14h
     
    LOUISE (5’) – Classificação Livre
    Direção: Andressa Fernandes, Amanda Gomes e Nathanael Cruz
    Durante brincadeira de futebol de rua entre quatro garotos a bola é chutada para longe e cai próximo a Louise e Bia. Juca corre para pegar a bola, percebe a habilidade das duas garotas para o futebol e as convida para brincar. Iago não aceita a participação delas mas Louise não quer ficar fora do jogo.
     
    A BICICLETA DO VOVÔ (22’) – Classificação Livre
    (Henrique Dantas)
    A Bicicleta do Vovô é um curta metragem para crianças e adultos que aborda a relação entre avô e neto. Em um lugar muito distante, O Reino do Sertão Pelejado, homens morcegos capturam lendas através de televisores. Surgem, então, o Super Tigre e o Mestre Conselheiro para salvar o nosso planeta das forças malignas da Feiticeira Mabá. É contando essas histórias que vô Rui transforma a infância do neto Cauê em um universo de aventuras e fantasias, re-significando símbolos através de um olhar mais lúdico sobre as coisas da vida.
     
    MENINA DE BARRO (1h37) – Classificação 16 anos – Tema Bullying
    (Vinicius Machado)
    A jovem Diana é uma garota habilidosa e especial. Na aurora de seus 12 anos de idade já carrega uma bagagem de conhecimento e talento que se mostra difícil de lidar: ela traz a estigmatizada e dadivosa marca de ser superdotada. Entre a solidão e a curiosidade, entre a agressividade e o carinho, Diana vai tecendo Uma auto-crítica minuciosa ao passo que descobre a força do conhecimento e da amizade para liberar seus impulsos mais solidários.
    Ao mesmo tempo que busca “combater” o Bullying em sua escola, Diana precisará estar pronta para enfrentar seus problemas de família, seu coração e uma fúria típica daqueles que não se contentam com a apatia alheia.
    Demais para uma garotinha? Sinta-se convidado para descobrir de qual barro são feitas as guerreiras.
     
    SÁBADO (01/12) – 16h

    HISTÓRIAS DA FOME NO BRASIL (52’) – Classificação Livre
    (Camilo Tavares)
    “Histórias da Fome no Brasil” mostra uma cronologia da fome no país. Do Brasil Colônia, onde foram plantadas as sementes das desigualdades sociais, até as políticas públicas recentes que culminaram na saída do Brasil, em 2014, do Mapa da Fome divulgado pela ONU, retratamos como se deu o enfrentamento deste mal por parte da sociedade e do governo. A importância da superação da fome pode ser dimensionada quando consideramos que este flagelo perdurou durante séculos em nosso país e que até recentemente não se vislumbrava a história da crença de que ela era uma fatalidade que nunca reverteríamos, o filme nos aponta o pensamento daqueles que “nadaram contra a corrente”, como Josué de Castro, Dom Helder, Betinho e tantos outros, que acreditaram que a fome era um mal reversível, ocasionada pelos próprios homens e suas políticas.
     
    SÁBADO (01/12) – 18h

    HERÓIS (1h10) – Classificação Livre
    (Cavi Borges)
    A judoca Rafaela Silva foi a primeira atleta da delegação brasileira a ganhar uma medalha de ouro nas Olimpíadas do Rio em 2016, levando toda nação as lágrimas. Popople Misenga, o congolês convidado a participar da delegação composta por refugiados, fez o mesmo. Além disso, como esquecer de Rogério Sampaio e o ouro no mesmo esporte durante as Olimpíadas de Barcelona em 1992. A partir de uma abordagem heroica, a carreira desses desportistas é transformada em filme.
     
    RUA DAS CASAS SURDAS (8’) – Classificação 16 anos – Tema: Memória e Verdade
    (Gabriel Mayer e Flavio Costa)
    Em uma vizinhança silenciosa, durante a ditadura nos anos 70, Carlos e Ernesto aproveitam o intervalo do jogo no rádio para voltar ao trabalho.
     
    MARCOS MEDEIROS – CODINOME VAMPIRO (1h11’) – Classificação 16 anos – Tema: Memória e Verdade
    (Vicente Duque Estrada)
    O documentário apresenta Marcos Medeiros, um personagem esquecido da nossa história que foi líder estudantil em 1968. Preso, torturado, cassado e exilado na Europa, Marcos começou a se dedicar ao cinema, tendo feito curtas com Chris Marker na França, um longa com Glauber em Cuba, e depois trabalhado na Itália com Rosselini. de volta ao Brasil, nos anos 80, com a anistia, Marcos inicia um trabalho pioneiro em vídeo, mas não encontra um espaço para viabilizar sua arte que não se identificava com o mainstream. A incapacidade de se inserir numa sociedade burguesa e sem utopias leva Marcos à depressão. Morre em 1997 depois de uma longa internação no Pinel.
     
    SÁBADO (01/12) – 20h

    Lúcio Flávio, O passageiro da agonia (1h58’) – Classificação 16 anos
    (Hector Babenco)
    Enfoca as ligações entre ladrões e policiais. Lúcio Flávio é um bandido famoso que empreende fugas e ações espetaculares. Seu bando é trazido por um detetive que acobertava suas ações, que acaba sendo denunciado por Lúcio numa reunião com a imprensa. É oferecido um passaporte para fugir do país e não denunciar o policial; entretanto ao saber que seu irmão foi morto, ele recusa. Ao voltar para sua cela, é executado à facadas.
     

01/12

16:00

MOSTRA CINEMA E DIREITOS HUMANOS 2018 - Arsenal - Cinema
  • SÁBADO (01/12) – 14h
     
    LOUISE (5’) – Classificação Livre
    Direção: Andressa Fernandes, Amanda Gomes e Nathanael Cruz
    Durante brincadeira de futebol de rua entre quatro garotos a bola é chutada para longe e cai próximo a Louise e Bia. Juca corre para pegar a bola, percebe a habilidade das duas garotas para o futebol e as convida para brincar. Iago não aceita a participação delas mas Louise não quer ficar fora do jogo.
     
    A BICICLETA DO VOVÔ (22’) – Classificação Livre
    (Henrique Dantas)
    A Bicicleta do Vovô é um curta metragem para crianças e adultos que aborda a relação entre avô e neto. Em um lugar muito distante, O Reino do Sertão Pelejado, homens morcegos capturam lendas através de televisores. Surgem, então, o Super Tigre e o Mestre Conselheiro para salvar o nosso planeta das forças malignas da Feiticeira Mabá. É contando essas histórias que vô Rui transforma a infância do neto Cauê em um universo de aventuras e fantasias, re-significando símbolos através de um olhar mais lúdico sobre as coisas da vida.
     
    MENINA DE BARRO (1h37) – Classificação 16 anos – Tema Bullying
    (Vinicius Machado)
    A jovem Diana é uma garota habilidosa e especial. Na aurora de seus 12 anos de idade já carrega uma bagagem de conhecimento e talento que se mostra difícil de lidar: ela traz a estigmatizada e dadivosa marca de ser superdotada. Entre a solidão e a curiosidade, entre a agressividade e o carinho, Diana vai tecendo Uma auto-crítica minuciosa ao passo que descobre a força do conhecimento e da amizade para liberar seus impulsos mais solidários.
    Ao mesmo tempo que busca “combater” o Bullying em sua escola, Diana precisará estar pronta para enfrentar seus problemas de família, seu coração e uma fúria típica daqueles que não se contentam com a apatia alheia.
    Demais para uma garotinha? Sinta-se convidado para descobrir de qual barro são feitas as guerreiras.
     
    SÁBADO (01/12) – 16h

    HISTÓRIAS DA FOME NO BRASIL (52’) – Classificação Livre
    (Camilo Tavares)
    “Histórias da Fome no Brasil” mostra uma cronologia da fome no país. Do Brasil Colônia, onde foram plantadas as sementes das desigualdades sociais, até as políticas públicas recentes que culminaram na saída do Brasil, em 2014, do Mapa da Fome divulgado pela ONU, retratamos como se deu o enfrentamento deste mal por parte da sociedade e do governo. A importância da superação da fome pode ser dimensionada quando consideramos que este flagelo perdurou durante séculos em nosso país e que até recentemente não se vislumbrava a história da crença de que ela era uma fatalidade que nunca reverteríamos, o filme nos aponta o pensamento daqueles que “nadaram contra a corrente”, como Josué de Castro, Dom Helder, Betinho e tantos outros, que acreditaram que a fome era um mal reversível, ocasionada pelos próprios homens e suas políticas.
     
    SÁBADO (01/12) – 18h

    HERÓIS (1h10) – Classificação Livre
    (Cavi Borges)
    A judoca Rafaela Silva foi a primeira atleta da delegação brasileira a ganhar uma medalha de ouro nas Olimpíadas do Rio em 2016, levando toda nação as lágrimas. Popople Misenga, o congolês convidado a participar da delegação composta por refugiados, fez o mesmo. Além disso, como esquecer de Rogério Sampaio e o ouro no mesmo esporte durante as Olimpíadas de Barcelona em 1992. A partir de uma abordagem heroica, a carreira desses desportistas é transformada em filme.
     
    RUA DAS CASAS SURDAS (8’) – Classificação 16 anos – Tema: Memória e Verdade
    (Gabriel Mayer e Flavio Costa)
    Em uma vizinhança silenciosa, durante a ditadura nos anos 70, Carlos e Ernesto aproveitam o intervalo do jogo no rádio para voltar ao trabalho.
     
    MARCOS MEDEIROS – CODINOME VAMPIRO (1h11’) – Classificação 16 anos – Tema: Memória e Verdade
    (Vicente Duque Estrada)
    O documentário apresenta Marcos Medeiros, um personagem esquecido da nossa história que foi líder estudantil em 1968. Preso, torturado, cassado e exilado na Europa, Marcos começou a se dedicar ao cinema, tendo feito curtas com Chris Marker na França, um longa com Glauber em Cuba, e depois trabalhado na Itália com Rosselini. de volta ao Brasil, nos anos 80, com a anistia, Marcos inicia um trabalho pioneiro em vídeo, mas não encontra um espaço para viabilizar sua arte que não se identificava com o mainstream. A incapacidade de se inserir numa sociedade burguesa e sem utopias leva Marcos à depressão. Morre em 1997 depois de uma longa internação no Pinel.
     
    SÁBADO (01/12) – 20h

    Lúcio Flávio, O passageiro da agonia (1h58’) – Classificação 16 anos
    (Hector Babenco)
    Enfoca as ligações entre ladrões e policiais. Lúcio Flávio é um bandido famoso que empreende fugas e ações espetaculares. Seu bando é trazido por um detetive que acobertava suas ações, que acaba sendo denunciado por Lúcio numa reunião com a imprensa. É oferecido um passaporte para fugir do país e não denunciar o policial; entretanto ao saber que seu irmão foi morto, ele recusa. Ao voltar para sua cela, é executado à facadas.
     

01/12

18:00

MOSTRA CINEMA E DIREITOS HUMANOS 2018 - Arsenal - Cinema
  • SÁBADO (01/12) – 14h
     
    LOUISE (5’) – Classificação Livre
    Direção: Andressa Fernandes, Amanda Gomes e Nathanael Cruz
    Durante brincadeira de futebol de rua entre quatro garotos a bola é chutada para longe e cai próximo a Louise e Bia. Juca corre para pegar a bola, percebe a habilidade das duas garotas para o futebol e as convida para brincar. Iago não aceita a participação delas mas Louise não quer ficar fora do jogo.
     
    A BICICLETA DO VOVÔ (22’) – Classificação Livre
    (Henrique Dantas)
    A Bicicleta do Vovô é um curta metragem para crianças e adultos que aborda a relação entre avô e neto. Em um lugar muito distante, O Reino do Sertão Pelejado, homens morcegos capturam lendas através de televisores. Surgem, então, o Super Tigre e o Mestre Conselheiro para salvar o nosso planeta das forças malignas da Feiticeira Mabá. É contando essas histórias que vô Rui transforma a infância do neto Cauê em um universo de aventuras e fantasias, re-significando símbolos através de um olhar mais lúdico sobre as coisas da vida.
     
    MENINA DE BARRO (1h37) – Classificação 16 anos – Tema Bullying
    (Vinicius Machado)
    A jovem Diana é uma garota habilidosa e especial. Na aurora de seus 12 anos de idade já carrega uma bagagem de conhecimento e talento que se mostra difícil de lidar: ela traz a estigmatizada e dadivosa marca de ser superdotada. Entre a solidão e a curiosidade, entre a agressividade e o carinho, Diana vai tecendo Uma auto-crítica minuciosa ao passo que descobre a força do conhecimento e da amizade para liberar seus impulsos mais solidários.
    Ao mesmo tempo que busca “combater” o Bullying em sua escola, Diana precisará estar pronta para enfrentar seus problemas de família, seu coração e uma fúria típica daqueles que não se contentam com a apatia alheia.
    Demais para uma garotinha? Sinta-se convidado para descobrir de qual barro são feitas as guerreiras.
     
    SÁBADO (01/12) – 16h

    HISTÓRIAS DA FOME NO BRASIL (52’) – Classificação Livre
    (Camilo Tavares)
    “Histórias da Fome no Brasil” mostra uma cronologia da fome no país. Do Brasil Colônia, onde foram plantadas as sementes das desigualdades sociais, até as políticas públicas recentes que culminaram na saída do Brasil, em 2014, do Mapa da Fome divulgado pela ONU, retratamos como se deu o enfrentamento deste mal por parte da sociedade e do governo. A importância da superação da fome pode ser dimensionada quando consideramos que este flagelo perdurou durante séculos em nosso país e que até recentemente não se vislumbrava a história da crença de que ela era uma fatalidade que nunca reverteríamos, o filme nos aponta o pensamento daqueles que “nadaram contra a corrente”, como Josué de Castro, Dom Helder, Betinho e tantos outros, que acreditaram que a fome era um mal reversível, ocasionada pelos próprios homens e suas políticas.
     
    SÁBADO (01/12) – 18h

    HERÓIS (1h10) – Classificação Livre
    (Cavi Borges)
    A judoca Rafaela Silva foi a primeira atleta da delegação brasileira a ganhar uma medalha de ouro nas Olimpíadas do Rio em 2016, levando toda nação as lágrimas. Popople Misenga, o congolês convidado a participar da delegação composta por refugiados, fez o mesmo. Além disso, como esquecer de Rogério Sampaio e o ouro no mesmo esporte durante as Olimpíadas de Barcelona em 1992. A partir de uma abordagem heroica, a carreira desses desportistas é transformada em filme.
     
    RUA DAS CASAS SURDAS (8’) – Classificação 16 anos – Tema: Memória e Verdade
    (Gabriel Mayer e Flavio Costa)
    Em uma vizinhança silenciosa, durante a ditadura nos anos 70, Carlos e Ernesto aproveitam o intervalo do jogo no rádio para voltar ao trabalho.
     
    MARCOS MEDEIROS – CODINOME VAMPIRO (1h11’) – Classificação 16 anos – Tema: Memória e Verdade
    (Vicente Duque Estrada)
    O documentário apresenta Marcos Medeiros, um personagem esquecido da nossa história que foi líder estudantil em 1968. Preso, torturado, cassado e exilado na Europa, Marcos começou a se dedicar ao cinema, tendo feito curtas com Chris Marker na França, um longa com Glauber em Cuba, e depois trabalhado na Itália com Rosselini. de volta ao Brasil, nos anos 80, com a anistia, Marcos inicia um trabalho pioneiro em vídeo, mas não encontra um espaço para viabilizar sua arte que não se identificava com o mainstream. A incapacidade de se inserir numa sociedade burguesa e sem utopias leva Marcos à depressão. Morre em 1997 depois de uma longa internação no Pinel.
     
    SÁBADO (01/12) – 20h

    Lúcio Flávio, O passageiro da agonia (1h58’) – Classificação 16 anos
    (Hector Babenco)
    Enfoca as ligações entre ladrões e policiais. Lúcio Flávio é um bandido famoso que empreende fugas e ações espetaculares. Seu bando é trazido por um detetive que acobertava suas ações, que acaba sendo denunciado por Lúcio numa reunião com a imprensa. É oferecido um passaporte para fugir do país e não denunciar o policial; entretanto ao saber que seu irmão foi morto, ele recusa. Ao voltar para sua cela, é executado à facadas.
     

01/12

19:00

OLHAR INTERIOR - MÚSICA AO VIVO - Arsenal - Choperia
  • O projeto Olhar Interior acontece na Choperia do Sesc Arsenal e está com um novo horário de funcionamento. Agora de Quarta a Domingo!

    Ouça boa música, em um ambiente agradável e com pratos incríveis.

     

    Karola Nunes

    01/12 às 19h

     

    André Coruja

    02/12 às 17h

     

    Jheo Gil

    05/12 às 19h

     

    Luth Peixoto

    06/12 às 19h

     

    Mariana Borealis

    07/12 às 19h

     

    João Reis

    08/12 às 19h

     

    Branco Barros

    09/12 às 17h

     

    Carol Brandalise

    12/12 às 19h

01/12

20:00

MOSTRA CINEMA E DIREITOS HUMANOS 2018 - Arsenal - Cinema
  • SÁBADO (01/12) – 14h
     
    LOUISE (5’) – Classificação Livre
    Direção: Andressa Fernandes, Amanda Gomes e Nathanael Cruz
    Durante brincadeira de futebol de rua entre quatro garotos a bola é chutada para longe e cai próximo a Louise e Bia. Juca corre para pegar a bola, percebe a habilidade das duas garotas para o futebol e as convida para brincar. Iago não aceita a participação delas mas Louise não quer ficar fora do jogo.
     
    A BICICLETA DO VOVÔ (22’) – Classificação Livre
    (Henrique Dantas)
    A Bicicleta do Vovô é um curta metragem para crianças e adultos que aborda a relação entre avô e neto. Em um lugar muito distante, O Reino do Sertão Pelejado, homens morcegos capturam lendas através de televisores. Surgem, então, o Super Tigre e o Mestre Conselheiro para salvar o nosso planeta das forças malignas da Feiticeira Mabá. É contando essas histórias que vô Rui transforma a infância do neto Cauê em um universo de aventuras e fantasias, re-significando símbolos através de um olhar mais lúdico sobre as coisas da vida.
     
    MENINA DE BARRO (1h37) – Classificação 16 anos – Tema Bullying
    (Vinicius Machado)
    A jovem Diana é uma garota habilidosa e especial. Na aurora de seus 12 anos de idade já carrega uma bagagem de conhecimento e talento que se mostra difícil de lidar: ela traz a estigmatizada e dadivosa marca de ser superdotada. Entre a solidão e a curiosidade, entre a agressividade e o carinho, Diana vai tecendo Uma auto-crítica minuciosa ao passo que descobre a força do conhecimento e da amizade para liberar seus impulsos mais solidários.
    Ao mesmo tempo que busca “combater” o Bullying em sua escola, Diana precisará estar pronta para enfrentar seus problemas de família, seu coração e uma fúria típica daqueles que não se contentam com a apatia alheia.
    Demais para uma garotinha? Sinta-se convidado para descobrir de qual barro são feitas as guerreiras.
     
    SÁBADO (01/12) – 16h

    HISTÓRIAS DA FOME NO BRASIL (52’) – Classificação Livre
    (Camilo Tavares)
    “Histórias da Fome no Brasil” mostra uma cronologia da fome no país. Do Brasil Colônia, onde foram plantadas as sementes das desigualdades sociais, até as políticas públicas recentes que culminaram na saída do Brasil, em 2014, do Mapa da Fome divulgado pela ONU, retratamos como se deu o enfrentamento deste mal por parte da sociedade e do governo. A importância da superação da fome pode ser dimensionada quando consideramos que este flagelo perdurou durante séculos em nosso país e que até recentemente não se vislumbrava a história da crença de que ela era uma fatalidade que nunca reverteríamos, o filme nos aponta o pensamento daqueles que “nadaram contra a corrente”, como Josué de Castro, Dom Helder, Betinho e tantos outros, que acreditaram que a fome era um mal reversível, ocasionada pelos próprios homens e suas políticas.
     
    SÁBADO (01/12) – 18h

    HERÓIS (1h10) – Classificação Livre
    (Cavi Borges)
    A judoca Rafaela Silva foi a primeira atleta da delegação brasileira a ganhar uma medalha de ouro nas Olimpíadas do Rio em 2016, levando toda nação as lágrimas. Popople Misenga, o congolês convidado a participar da delegação composta por refugiados, fez o mesmo. Além disso, como esquecer de Rogério Sampaio e o ouro no mesmo esporte durante as Olimpíadas de Barcelona em 1992. A partir de uma abordagem heroica, a carreira desses desportistas é transformada em filme.
     
    RUA DAS CASAS SURDAS (8’) – Classificação 16 anos – Tema: Memória e Verdade
    (Gabriel Mayer e Flavio Costa)
    Em uma vizinhança silenciosa, durante a ditadura nos anos 70, Carlos e Ernesto aproveitam o intervalo do jogo no rádio para voltar ao trabalho.
     
    MARCOS MEDEIROS – CODINOME VAMPIRO (1h11’) – Classificação 16 anos – Tema: Memória e Verdade
    (Vicente Duque Estrada)
    O documentário apresenta Marcos Medeiros, um personagem esquecido da nossa história que foi líder estudantil em 1968. Preso, torturado, cassado e exilado na Europa, Marcos começou a se dedicar ao cinema, tendo feito curtas com Chris Marker na França, um longa com Glauber em Cuba, e depois trabalhado na Itália com Rosselini. de volta ao Brasil, nos anos 80, com a anistia, Marcos inicia um trabalho pioneiro em vídeo, mas não encontra um espaço para viabilizar sua arte que não se identificava com o mainstream. A incapacidade de se inserir numa sociedade burguesa e sem utopias leva Marcos à depressão. Morre em 1997 depois de uma longa internação no Pinel.
     
    SÁBADO (01/12) – 20h

    Lúcio Flávio, O passageiro da agonia (1h58’) – Classificação 16 anos
    (Hector Babenco)
    Enfoca as ligações entre ladrões e policiais. Lúcio Flávio é um bandido famoso que empreende fugas e ações espetaculares. Seu bando é trazido por um detetive que acobertava suas ações, que acaba sendo denunciado por Lúcio numa reunião com a imprensa. É oferecido um passaporte para fugir do país e não denunciar o policial; entretanto ao saber que seu irmão foi morto, ele recusa. Ao voltar para sua cela, é executado à facadas.
     

02/12

16:00

MOSTRA CINEMA E DIREITOS HUMANOS 2018 - Arsenal - Cinema
  • DOMINGO (02/12) - 16H
     
    O COMEÇO DA VIDA (1h47) – Classificação Livre – Tema: Direito da Criança
    (Estela Renner)
    Um dos maiores avanços da neurociência é ter descoberto que os bebês são muito mais do que uma carga genética. O desenvolvimento de todos os seres humanos encontra-se na combinação da genética com a qualidade das relações que desenvolvemos e do ambiente em que estamos inseridos. O Começo da Vida convida todo mundo a refletir como parte da sociedade: estamos cuidando bem dos primeiros anos de vida, que definem tanto o presente quanto o futuro da humanidade?
     
    DOMINGO (02/12) - 18H
     
    NARRATIVAS DE UM CRIME (15’) – Classificação 16 anos – Tema: Combate a Violência LGBT
    (Alison Zago)
    Constantin, um investigador da Polícia Civil e aspirante a escritor, está em busca de uma boa história. Paulo, um Policial Militar, acaba de voltar de um período de suspensão da corporação em que trabalha. Os diferentes pontos de vista de Constantin e Paulo colidem quando eles se cruzam numa cena de um crime: uma jovem drag queen foi brutalmente assassinada. O conflito entre eles desconstrói preconceitos e flerta com a tragédia, revelando uma dura realidade repleta de ironias, lágrimas e sangue.
     
    UM CAFÉ E QUATRO SEGUNDOS (15’) – Classificação: 16 anos – Tema: Memória e Verdade
    (Cristiano Requião)
    Dois torturadores se encontram para tomar um café depois de mais de trinta anos sem se verem, para acertarem contas daquela época.
     
    LACERDA – O CORVO DA GUANABARA (15′) – Classificação: 16 anos – Tema: Memória e Verdade
    (Sayd Mansur)
    O filme reconstitui a trajetória de Carlos Lacerda, ex-governador da Guanabara e líder radical da UDN em formato cine-jornal, visando iluminar sua participação direta em conspirações e tentativas de golpe em momentos chave da história do Brasil.
     
    À ESPERA (22’) – Classificação 14 anos – Tema: Direito a criança e adolescente e questão de gênero
    (Nivaldo Vasconcelos e Sonia Andre)
    Sinopse: Em Moçambique, 39% de meninas se casam antes dos 15 anos com homens mais velhos que elas, fazendo com que o país se encontra em 10 lugar entre os países mais afetados pelos casamentos prematuros, negando seus direitos como o da Educação e de serem o que elas quiserem.
     
    CHEGA DE FIU FIU (1h13) – Classificação 14 anos – Tema: Questão de Gênero
    (Amanda Kamanchek e Fernanda Frazão)
    O retrato do dia a dia de três mulheres com vidas distintas, mostrando como a violência de gênero é constantemente praticada no espaço público urbano. Dessa forma, as diretoras Amanda Kamanchek Lemos e Fernanda Frazão procuraram especialistas para discutir sobre o assunto, buscando encontrar respostas e alternativas para a uma questão fundamental: Será que as cidades foram feitas para as mulheres?
     
    DOMINGO (02/12) - 20H
     
    ELES NÃO USAM BLACK TIE (2h14’) – Classificação 14 anos
    (Leon Hirszman)
    Eles não usam black-tie debruça-se sobre os conflitos, contradições e anseios da classe trabalhadora no final dos anos 1970, na crise final da ditadura militar. Baseado em peça homônima de Gianfrancesco Guarnieri escrita duas décadas antes, o filme adota uma narrativa realista que situa, em pólos antagônicos, a esperança na ação coletiva e a aposta nas saídas individuais, como alternativa de vida para os trabalhadores. Em torno do conflito entre o pai sindicalista, Otávio (Guarnieri), e o filho alienado, Tião (Carlos Alberto Ricelli), constrói-se uma trama comovente que reflete os efeitos da luta pela sobrevivência no seio da família operária. Eles não usam black-tie cativou o público e a crítica, e recebeu vários prêmios, entre os quais se destaca o Leão de Ouro no Festival de Veneza de 1981.

02/12

18:00

MOSTRA CINEMA E DIREITOS HUMANOS 2018 - Arsenal - Cinema
  • DOMINGO (02/12) - 16H
     
    O COMEÇO DA VIDA (1h47) – Classificação Livre – Tema: Direito da Criança
    (Estela Renner)
    Um dos maiores avanços da neurociência é ter descoberto que os bebês são muito mais do que uma carga genética. O desenvolvimento de todos os seres humanos encontra-se na combinação da genética com a qualidade das relações que desenvolvemos e do ambiente em que estamos inseridos. O Começo da Vida convida todo mundo a refletir como parte da sociedade: estamos cuidando bem dos primeiros anos de vida, que definem tanto o presente quanto o futuro da humanidade?
     
    DOMINGO (02/12) - 18H
     
    NARRATIVAS DE UM CRIME (15’) – Classificação 16 anos – Tema: Combate a Violência LGBT
    (Alison Zago)
    Constantin, um investigador da Polícia Civil e aspirante a escritor, está em busca de uma boa história. Paulo, um Policial Militar, acaba de voltar de um período de suspensão da corporação em que trabalha. Os diferentes pontos de vista de Constantin e Paulo colidem quando eles se cruzam numa cena de um crime: uma jovem drag queen foi brutalmente assassinada. O conflito entre eles desconstrói preconceitos e flerta com a tragédia, revelando uma dura realidade repleta de ironias, lágrimas e sangue.
     
    UM CAFÉ E QUATRO SEGUNDOS (15’) – Classificação: 16 anos – Tema: Memória e Verdade
    (Cristiano Requião)
    Dois torturadores se encontram para tomar um café depois de mais de trinta anos sem se verem, para acertarem contas daquela época.
     
    LACERDA – O CORVO DA GUANABARA (15′) – Classificação: 16 anos – Tema: Memória e Verdade
    (Sayd Mansur)
    O filme reconstitui a trajetória de Carlos Lacerda, ex-governador da Guanabara e líder radical da UDN em formato cine-jornal, visando iluminar sua participação direta em conspirações e tentativas de golpe em momentos chave da história do Brasil.
     
    À ESPERA (22’) – Classificação 14 anos – Tema: Direito a criança e adolescente e questão de gênero
    (Nivaldo Vasconcelos e Sonia Andre)
    Sinopse: Em Moçambique, 39% de meninas se casam antes dos 15 anos com homens mais velhos que elas, fazendo com que o país se encontra em 10 lugar entre os países mais afetados pelos casamentos prematuros, negando seus direitos como o da Educação e de serem o que elas quiserem.
     
    CHEGA DE FIU FIU (1h13) – Classificação 14 anos – Tema: Questão de Gênero
    (Amanda Kamanchek e Fernanda Frazão)
    O retrato do dia a dia de três mulheres com vidas distintas, mostrando como a violência de gênero é constantemente praticada no espaço público urbano. Dessa forma, as diretoras Amanda Kamanchek Lemos e Fernanda Frazão procuraram especialistas para discutir sobre o assunto, buscando encontrar respostas e alternativas para a uma questão fundamental: Será que as cidades foram feitas para as mulheres?
     
    DOMINGO (02/12) - 20H
     
    ELES NÃO USAM BLACK TIE (2h14’) – Classificação 14 anos
    (Leon Hirszman)
    Eles não usam black-tie debruça-se sobre os conflitos, contradições e anseios da classe trabalhadora no final dos anos 1970, na crise final da ditadura militar. Baseado em peça homônima de Gianfrancesco Guarnieri escrita duas décadas antes, o filme adota uma narrativa realista que situa, em pólos antagônicos, a esperança na ação coletiva e a aposta nas saídas individuais, como alternativa de vida para os trabalhadores. Em torno do conflito entre o pai sindicalista, Otávio (Guarnieri), e o filho alienado, Tião (Carlos Alberto Ricelli), constrói-se uma trama comovente que reflete os efeitos da luta pela sobrevivência no seio da família operária. Eles não usam black-tie cativou o público e a crítica, e recebeu vários prêmios, entre os quais se destaca o Leão de Ouro no Festival de Veneza de 1981.

02/12

19:00

OLHAR INTERIOR - MÚSICA AO VIVO - Arsenal - Choperia
  • O projeto Olhar Interior acontece na Choperia do Sesc Arsenal e está com um novo horário de funcionamento. Agora de Quarta a Domingo!

    Ouça boa música, em um ambiente agradável e com pratos incríveis.

     

    Karola Nunes

    01/12 às 19h

     

    André Coruja

    02/12 às 17h

     

    Jheo Gil

    05/12 às 19h

     

    Luth Peixoto

    06/12 às 19h

     

    Mariana Borealis

    07/12 às 19h

     

    João Reis

    08/12 às 19h

     

    Branco Barros

    09/12 às 17h

     

    Carol Brandalise

    12/12 às 19h

02/12

20:00

MOSTRA CINEMA E DIREITOS HUMANOS 2018 - Arsenal - Cinema
  • DOMINGO (02/12) - 16H
     
    O COMEÇO DA VIDA (1h47) – Classificação Livre – Tema: Direito da Criança
    (Estela Renner)
    Um dos maiores avanços da neurociência é ter descoberto que os bebês são muito mais do que uma carga genética. O desenvolvimento de todos os seres humanos encontra-se na combinação da genética com a qualidade das relações que desenvolvemos e do ambiente em que estamos inseridos. O Começo da Vida convida todo mundo a refletir como parte da sociedade: estamos cuidando bem dos primeiros anos de vida, que definem tanto o presente quanto o futuro da humanidade?
     
    DOMINGO (02/12) - 18H
     
    NARRATIVAS DE UM CRIME (15’) – Classificação 16 anos – Tema: Combate a Violência LGBT
    (Alison Zago)
    Constantin, um investigador da Polícia Civil e aspirante a escritor, está em busca de uma boa história. Paulo, um Policial Militar, acaba de voltar de um período de suspensão da corporação em que trabalha. Os diferentes pontos de vista de Constantin e Paulo colidem quando eles se cruzam numa cena de um crime: uma jovem drag queen foi brutalmente assassinada. O conflito entre eles desconstrói preconceitos e flerta com a tragédia, revelando uma dura realidade repleta de ironias, lágrimas e sangue.
     
    UM CAFÉ E QUATRO SEGUNDOS (15’) – Classificação: 16 anos – Tema: Memória e Verdade
    (Cristiano Requião)
    Dois torturadores se encontram para tomar um café depois de mais de trinta anos sem se verem, para acertarem contas daquela época.
     
    LACERDA – O CORVO DA GUANABARA (15′) – Classificação: 16 anos – Tema: Memória e Verdade
    (Sayd Mansur)
    O filme reconstitui a trajetória de Carlos Lacerda, ex-governador da Guanabara e líder radical da UDN em formato cine-jornal, visando iluminar sua participação direta em conspirações e tentativas de golpe em momentos chave da história do Brasil.
     
    À ESPERA (22’) – Classificação 14 anos – Tema: Direito a criança e adolescente e questão de gênero
    (Nivaldo Vasconcelos e Sonia Andre)
    Sinopse: Em Moçambique, 39% de meninas se casam antes dos 15 anos com homens mais velhos que elas, fazendo com que o país se encontra em 10 lugar entre os países mais afetados pelos casamentos prematuros, negando seus direitos como o da Educação e de serem o que elas quiserem.
     
    CHEGA DE FIU FIU (1h13) – Classificação 14 anos – Tema: Questão de Gênero
    (Amanda Kamanchek e Fernanda Frazão)
    O retrato do dia a dia de três mulheres com vidas distintas, mostrando como a violência de gênero é constantemente praticada no espaço público urbano. Dessa forma, as diretoras Amanda Kamanchek Lemos e Fernanda Frazão procuraram especialistas para discutir sobre o assunto, buscando encontrar respostas e alternativas para a uma questão fundamental: Será que as cidades foram feitas para as mulheres?
     
    DOMINGO (02/12) - 20H
     
    ELES NÃO USAM BLACK TIE (2h14’) – Classificação 14 anos
    (Leon Hirszman)
    Eles não usam black-tie debruça-se sobre os conflitos, contradições e anseios da classe trabalhadora no final dos anos 1970, na crise final da ditadura militar. Baseado em peça homônima de Gianfrancesco Guarnieri escrita duas décadas antes, o filme adota uma narrativa realista que situa, em pólos antagônicos, a esperança na ação coletiva e a aposta nas saídas individuais, como alternativa de vida para os trabalhadores. Em torno do conflito entre o pai sindicalista, Otávio (Guarnieri), e o filho alienado, Tião (Carlos Alberto Ricelli), constrói-se uma trama comovente que reflete os efeitos da luta pela sobrevivência no seio da família operária. Eles não usam black-tie cativou o público e a crítica, e recebeu vários prêmios, entre os quais se destaca o Leão de Ouro no Festival de Veneza de 1981.

04/12

19:30

PROGRAMAÇÃO CINESESC – DEZEMBRO 2018 - SESC ARSENAL - Arsenal - Cinema
  • Lixo Extraordinário

    (Lucy Walker, Brasil, Documentário, 2010, 99min.)

    O documentário acompanha o trabalho do artista plástico Vik Muniz em um dos maiores aterros sanitários do mundo: o Jardim Gramacho, na periferia do Rio de Janeiro. Lá, ele fotografa um grupo de catadores de materiais recicláveis, com o objetivo inicial de retratá-los. No entanto, o trabalho com esses personagens revela a dignidade e o desespero que enfrentam quando sugeridos a reimaginar suas vidas fora daquele ambiente.

    04/12 | 19h30 | Cinema | Gratuito

     

    Tropicália

    (Marcelo Machado, Brasil, Documentário, 2012, 87min.)

    Uma análise sobre o importante movimento musical homônimo, liderado por Caetano Veloso e Gilberto Gil no final dos anos 1960. Ao mesmo tempo, o Brasil sofria com a ditadura dos generais no poder, o que fez com que Caetano e Gil fossem exilados do país.

    05/12 | 19h30 | Cinema | Gratuito

     

    Cinema Novo

    (Eryk Rocha, Brasil, Documentário, 2016, 90min.)

    Um ensaio poético sobre o movimento cinematográfico brasileiro que colocou o Brasil no mapa do cinema mundial, lançando grandes diretores e criando uma estética única, essencial e visceral que mudou a história do cinema e da história do Brasil para sempre.

    06/12 | 19h30 | Cinema | Gratuito


    Eu, Daniel Blake

    (Ken Loach, Reino Unido, França, Bélgica, 2017, 101min.)

    Após um ataque cardíaco, Daniel Blake busca receber os benefícios concedidos pelo governo, entretanto ele se depara com a extrema burocracia. Nesse cenário ele conhece Katie, a mãe solteira de duas crianças que se mudou recentemente para a cidade.

    07/12 | 19h30 | Cinema | Gratuito


    Sinfonia Da Necrópole

    (Juliana Rojas, Brasil/Chile, Com/Drama, 2014, 94 min.)

    Deodato é um aprendiz de coveiro não muito animado com a profissão. Sua rotina melhora quando Jaqueline surge no cemitério. Ela inicia um levantamento sobre túmulos abandonados com a ajuda do rapaz. A paixão o impede de pedir demissão, mas estranhos eventos continuam a abalar seu estado psicológico.

    08/12 | 19h30 | Cinema | Gratuito

     

    Nossa Irmã Mais Nova

    (Hirokazu Kore-eda, Japão, Drama, 2016, 127min.)

    Três irmãs vivem em Komakura numa linda casa que pertence à família há anos. Quando o pai delas morre, elas decidem ir ao funeral. Lá conhecem a sua meia- irmã, uma tímida adolescente pela qual se apegam muito rápido.

    09/12 | 19h30 | Cinema | Gratuito | Classificação indicativa: 10 anos


05/12

19:00

OLHAR INTERIOR - MÚSICA AO VIVO - Arsenal - Choperia
  • O projeto Olhar Interior acontece na Choperia do Sesc Arsenal e está com um novo horário de funcionamento. Agora de Quarta a Domingo!

    Ouça boa música, em um ambiente agradável e com pratos incríveis.

     

    Karola Nunes

    01/12 às 19h

     

    André Coruja

    02/12 às 17h

     

    Jheo Gil

    05/12 às 19h

     

    Luth Peixoto

    06/12 às 19h

     

    Mariana Borealis

    07/12 às 19h

     

    João Reis

    08/12 às 19h

     

    Branco Barros

    09/12 às 17h

     

    Carol Brandalise

    12/12 às 19h

05/12

19:30

PROGRAMAÇÃO CINESESC – DEZEMBRO 2018 - SESC ARSENAL - Arsenal - Cinema
  • Lixo Extraordinário

    (Lucy Walker, Brasil, Documentário, 2010, 99min.)

    O documentário acompanha o trabalho do artista plástico Vik Muniz em um dos maiores aterros sanitários do mundo: o Jardim Gramacho, na periferia do Rio de Janeiro. Lá, ele fotografa um grupo de catadores de materiais recicláveis, com o objetivo inicial de retratá-los. No entanto, o trabalho com esses personagens revela a dignidade e o desespero que enfrentam quando sugeridos a reimaginar suas vidas fora daquele ambiente.

    04/12 | 19h30 | Cinema | Gratuito

     

    Tropicália

    (Marcelo Machado, Brasil, Documentário, 2012, 87min.)

    Uma análise sobre o importante movimento musical homônimo, liderado por Caetano Veloso e Gilberto Gil no final dos anos 1960. Ao mesmo tempo, o Brasil sofria com a ditadura dos generais no poder, o que fez com que Caetano e Gil fossem exilados do país.

    05/12 | 19h30 | Cinema | Gratuito

     

    Cinema Novo

    (Eryk Rocha, Brasil, Documentário, 2016, 90min.)

    Um ensaio poético sobre o movimento cinematográfico brasileiro que colocou o Brasil no mapa do cinema mundial, lançando grandes diretores e criando uma estética única, essencial e visceral que mudou a história do cinema e da história do Brasil para sempre.

    06/12 | 19h30 | Cinema | Gratuito


    Eu, Daniel Blake

    (Ken Loach, Reino Unido, França, Bélgica, 2017, 101min.)

    Após um ataque cardíaco, Daniel Blake busca receber os benefícios concedidos pelo governo, entretanto ele se depara com a extrema burocracia. Nesse cenário ele conhece Katie, a mãe solteira de duas crianças que se mudou recentemente para a cidade.

    07/12 | 19h30 | Cinema | Gratuito


    Sinfonia Da Necrópole

    (Juliana Rojas, Brasil/Chile, Com/Drama, 2014, 94 min.)

    Deodato é um aprendiz de coveiro não muito animado com a profissão. Sua rotina melhora quando Jaqueline surge no cemitério. Ela inicia um levantamento sobre túmulos abandonados com a ajuda do rapaz. A paixão o impede de pedir demissão, mas estranhos eventos continuam a abalar seu estado psicológico.

    08/12 | 19h30 | Cinema | Gratuito

     

    Nossa Irmã Mais Nova

    (Hirokazu Kore-eda, Japão, Drama, 2016, 127min.)

    Três irmãs vivem em Komakura numa linda casa que pertence à família há anos. Quando o pai delas morre, elas decidem ir ao funeral. Lá conhecem a sua meia- irmã, uma tímida adolescente pela qual se apegam muito rápido.

    09/12 | 19h30 | Cinema | Gratuito | Classificação indicativa: 10 anos


06/12

17:00

PULAÇÃO DE CORDA - Arsenal - Jardim
  • O Jardim do Sesc Arsenal recebe todas as crianças numa divertida atividade. Além de ser um espaço super legal para brincar, a equipe do Sesc preparou diversas atividades para animar a brincadeira! Às quintas-feiras venha pular corda com a gente!

    06 e 13/12 das 17h às 18h | Jardim | Livre para todas as idades

06/12

19:00

OLHAR INTERIOR - MÚSICA AO VIVO - Arsenal - Choperia
  • O projeto Olhar Interior acontece na Choperia do Sesc Arsenal e está com um novo horário de funcionamento. Agora de Quarta a Domingo!

    Ouça boa música, em um ambiente agradável e com pratos incríveis.

     

    Karola Nunes

    01/12 às 19h

     

    André Coruja

    02/12 às 17h

     

    Jheo Gil

    05/12 às 19h

     

    Luth Peixoto

    06/12 às 19h

     

    Mariana Borealis

    07/12 às 19h

     

    João Reis

    08/12 às 19h

     

    Branco Barros

    09/12 às 17h

     

    Carol Brandalise

    12/12 às 19h

06/12

19:30

PROGRAMAÇÃO CINESESC – DEZEMBRO 2018 - SESC ARSENAL - Arsenal - Cinema
  • Lixo Extraordinário

    (Lucy Walker, Brasil, Documentário, 2010, 99min.)

    O documentário acompanha o trabalho do artista plástico Vik Muniz em um dos maiores aterros sanitários do mundo: o Jardim Gramacho, na periferia do Rio de Janeiro. Lá, ele fotografa um grupo de catadores de materiais recicláveis, com o objetivo inicial de retratá-los. No entanto, o trabalho com esses personagens revela a dignidade e o desespero que enfrentam quando sugeridos a reimaginar suas vidas fora daquele ambiente.

    04/12 | 19h30 | Cinema | Gratuito

     

    Tropicália

    (Marcelo Machado, Brasil, Documentário, 2012, 87min.)

    Uma análise sobre o importante movimento musical homônimo, liderado por Caetano Veloso e Gilberto Gil no final dos anos 1960. Ao mesmo tempo, o Brasil sofria com a ditadura dos generais no poder, o que fez com que Caetano e Gil fossem exilados do país.

    05/12 | 19h30 | Cinema | Gratuito

     

    Cinema Novo

    (Eryk Rocha, Brasil, Documentário, 2016, 90min.)

    Um ensaio poético sobre o movimento cinematográfico brasileiro que colocou o Brasil no mapa do cinema mundial, lançando grandes diretores e criando uma estética única, essencial e visceral que mudou a história do cinema e da história do Brasil para sempre.

    06/12 | 19h30 | Cinema | Gratuito


    Eu, Daniel Blake

    (Ken Loach, Reino Unido, França, Bélgica, 2017, 101min.)

    Após um ataque cardíaco, Daniel Blake busca receber os benefícios concedidos pelo governo, entretanto ele se depara com a extrema burocracia. Nesse cenário ele conhece Katie, a mãe solteira de duas crianças que se mudou recentemente para a cidade.

    07/12 | 19h30 | Cinema | Gratuito


    Sinfonia Da Necrópole

    (Juliana Rojas, Brasil/Chile, Com/Drama, 2014, 94 min.)

    Deodato é um aprendiz de coveiro não muito animado com a profissão. Sua rotina melhora quando Jaqueline surge no cemitério. Ela inicia um levantamento sobre túmulos abandonados com a ajuda do rapaz. A paixão o impede de pedir demissão, mas estranhos eventos continuam a abalar seu estado psicológico.

    08/12 | 19h30 | Cinema | Gratuito

     

    Nossa Irmã Mais Nova

    (Hirokazu Kore-eda, Japão, Drama, 2016, 127min.)

    Três irmãs vivem em Komakura numa linda casa que pertence à família há anos. Quando o pai delas morre, elas decidem ir ao funeral. Lá conhecem a sua meia- irmã, uma tímida adolescente pela qual se apegam muito rápido.

    09/12 | 19h30 | Cinema | Gratuito | Classificação indicativa: 10 anos


07/12

19:00

OLHAR INTERIOR - MÚSICA AO VIVO - Arsenal - Choperia
  • O projeto Olhar Interior acontece na Choperia do Sesc Arsenal e está com um novo horário de funcionamento. Agora de Quarta a Domingo!

    Ouça boa música, em um ambiente agradável e com pratos incríveis.

     

    Karola Nunes

    01/12 às 19h

     

    André Coruja

    02/12 às 17h

     

    Jheo Gil

    05/12 às 19h

     

    Luth Peixoto

    06/12 às 19h

     

    Mariana Borealis

    07/12 às 19h

     

    João Reis

    08/12 às 19h

     

    Branco Barros

    09/12 às 17h

     

    Carol Brandalise

    12/12 às 19h

07/12

19:30

PROGRAMAÇÃO CINESESC – DEZEMBRO 2018 - SESC ARSENAL - Arsenal - Cinema
  • Lixo Extraordinário

    (Lucy Walker, Brasil, Documentário, 2010, 99min.)

    O documentário acompanha o trabalho do artista plástico Vik Muniz em um dos maiores aterros sanitários do mundo: o Jardim Gramacho, na periferia do Rio de Janeiro. Lá, ele fotografa um grupo de catadores de materiais recicláveis, com o objetivo inicial de retratá-los. No entanto, o trabalho com esses personagens revela a dignidade e o desespero que enfrentam quando sugeridos a reimaginar suas vidas fora daquele ambiente.

    04/12 | 19h30 | Cinema | Gratuito

     

    Tropicália

    (Marcelo Machado, Brasil, Documentário, 2012, 87min.)

    Uma análise sobre o importante movimento musical homônimo, liderado por Caetano Veloso e Gilberto Gil no final dos anos 1960. Ao mesmo tempo, o Brasil sofria com a ditadura dos generais no poder, o que fez com que Caetano e Gil fossem exilados do país.

    05/12 | 19h30 | Cinema | Gratuito

     

    Cinema Novo

    (Eryk Rocha, Brasil, Documentário, 2016, 90min.)

    Um ensaio poético sobre o movimento cinematográfico brasileiro que colocou o Brasil no mapa do cinema mundial, lançando grandes diretores e criando uma estética única, essencial e visceral que mudou a história do cinema e da história do Brasil para sempre.

    06/12 | 19h30 | Cinema | Gratuito


    Eu, Daniel Blake

    (Ken Loach, Reino Unido, França, Bélgica, 2017, 101min.)

    Após um ataque cardíaco, Daniel Blake busca receber os benefícios concedidos pelo governo, entretanto ele se depara com a extrema burocracia. Nesse cenário ele conhece Katie, a mãe solteira de duas crianças que se mudou recentemente para a cidade.

    07/12 | 19h30 | Cinema | Gratuito


    Sinfonia Da Necrópole

    (Juliana Rojas, Brasil/Chile, Com/Drama, 2014, 94 min.)

    Deodato é um aprendiz de coveiro não muito animado com a profissão. Sua rotina melhora quando Jaqueline surge no cemitério. Ela inicia um levantamento sobre túmulos abandonados com a ajuda do rapaz. A paixão o impede de pedir demissão, mas estranhos eventos continuam a abalar seu estado psicológico.

    08/12 | 19h30 | Cinema | Gratuito

     

    Nossa Irmã Mais Nova

    (Hirokazu Kore-eda, Japão, Drama, 2016, 127min.)

    Três irmãs vivem em Komakura numa linda casa que pertence à família há anos. Quando o pai delas morre, elas decidem ir ao funeral. Lá conhecem a sua meia- irmã, uma tímida adolescente pela qual se apegam muito rápido.

    09/12 | 19h30 | Cinema | Gratuito | Classificação indicativa: 10 anos


08/12

17:30

PROGRAMAÇÃO SESSÃO PIPOCA – DEZEMBRO 2018 - Arsenal - Cinema
  • Brichos – A Floresta É Nossa

    (Paulo Munhoz, Brasil, Aventura, 2012, 82min.)               

    O jaguar Tales e o quati Jairzinho estão de férias na Floresta da Vila dos Brichos. O tamanduá Olavo e seu Filho Bandeira vivem aventuras no deserto de Noforest, enquanto o pequeno joão-de-barro Dumontzinho passa por um intercâmbio estudantil em Iceforest. Os amigos levam suas respectivas aventuras até que vilões tentam convencê-los a cederem a floresta. 

    08/12 | 17h30 | Cinema | Gratuito | Livre


    Abril e o Mundo Extraordinário

    (Franck Ekinci / Christian Desmares, França, Comédia /Aventura, 2016, 105min.)

    Em 1941, a França, presa ao século dezenove e no período das máquinas a vapor, é governada por Napoleão V. Durante 70 anos, cientistas franceses desaparecem misteriosamente. As coisas mudam quando os pais de Abril, dois cientistas, somem e a filha decide ir à procura dos dois.

    09/12 | 17h30 | Cinema | Gratuito | Livre

08/12

19:00

OLHAR INTERIOR - MÚSICA AO VIVO - Arsenal - Choperia
  • O projeto Olhar Interior acontece na Choperia do Sesc Arsenal e está com um novo horário de funcionamento. Agora de Quarta a Domingo!

    Ouça boa música, em um ambiente agradável e com pratos incríveis.

     

    Karola Nunes

    01/12 às 19h

     

    André Coruja

    02/12 às 17h

     

    Jheo Gil

    05/12 às 19h

     

    Luth Peixoto

    06/12 às 19h

     

    Mariana Borealis

    07/12 às 19h

     

    João Reis

    08/12 às 19h

     

    Branco Barros

    09/12 às 17h

     

    Carol Brandalise

    12/12 às 19h

08/12

19:30

PROGRAMAÇÃO CINESESC – DEZEMBRO 2018 - SESC ARSENAL - Arsenal - Cinema
  • Lixo Extraordinário

    (Lucy Walker, Brasil, Documentário, 2010, 99min.)

    O documentário acompanha o trabalho do artista plástico Vik Muniz em um dos maiores aterros sanitários do mundo: o Jardim Gramacho, na periferia do Rio de Janeiro. Lá, ele fotografa um grupo de catadores de materiais recicláveis, com o objetivo inicial de retratá-los. No entanto, o trabalho com esses personagens revela a dignidade e o desespero que enfrentam quando sugeridos a reimaginar suas vidas fora daquele ambiente.

    04/12 | 19h30 | Cinema | Gratuito

     

    Tropicália

    (Marcelo Machado, Brasil, Documentário, 2012, 87min.)

    Uma análise sobre o importante movimento musical homônimo, liderado por Caetano Veloso e Gilberto Gil no final dos anos 1960. Ao mesmo tempo, o Brasil sofria com a ditadura dos generais no poder, o que fez com que Caetano e Gil fossem exilados do país.

    05/12 | 19h30 | Cinema | Gratuito

     

    Cinema Novo

    (Eryk Rocha, Brasil, Documentário, 2016, 90min.)

    Um ensaio poético sobre o movimento cinematográfico brasileiro que colocou o Brasil no mapa do cinema mundial, lançando grandes diretores e criando uma estética única, essencial e visceral que mudou a história do cinema e da história do Brasil para sempre.

    06/12 | 19h30 | Cinema | Gratuito


    Eu, Daniel Blake

    (Ken Loach, Reino Unido, França, Bélgica, 2017, 101min.)

    Após um ataque cardíaco, Daniel Blake busca receber os benefícios concedidos pelo governo, entretanto ele se depara com a extrema burocracia. Nesse cenário ele conhece Katie, a mãe solteira de duas crianças que se mudou recentemente para a cidade.

    07/12 | 19h30 | Cinema | Gratuito


    Sinfonia Da Necrópole

    (Juliana Rojas, Brasil/Chile, Com/Drama, 2014, 94 min.)

    Deodato é um aprendiz de coveiro não muito animado com a profissão. Sua rotina melhora quando Jaqueline surge no cemitério. Ela inicia um levantamento sobre túmulos abandonados com a ajuda do rapaz. A paixão o impede de pedir demissão, mas estranhos eventos continuam a abalar seu estado psicológico.

    08/12 | 19h30 | Cinema | Gratuito

     

    Nossa Irmã Mais Nova

    (Hirokazu Kore-eda, Japão, Drama, 2016, 127min.)

    Três irmãs vivem em Komakura numa linda casa que pertence à família há anos. Quando o pai delas morre, elas decidem ir ao funeral. Lá conhecem a sua meia- irmã, uma tímida adolescente pela qual se apegam muito rápido.

    09/12 | 19h30 | Cinema | Gratuito | Classificação indicativa: 10 anos


09/12

17:30

PROGRAMAÇÃO SESSÃO PIPOCA – DEZEMBRO 2018 - Arsenal - Cinema
  • Brichos – A Floresta É Nossa

    (Paulo Munhoz, Brasil, Aventura, 2012, 82min.)               

    O jaguar Tales e o quati Jairzinho estão de férias na Floresta da Vila dos Brichos. O tamanduá Olavo e seu Filho Bandeira vivem aventuras no deserto de Noforest, enquanto o pequeno joão-de-barro Dumontzinho passa por um intercâmbio estudantil em Iceforest. Os amigos levam suas respectivas aventuras até que vilões tentam convencê-los a cederem a floresta. 

    08/12 | 17h30 | Cinema | Gratuito | Livre


    Abril e o Mundo Extraordinário

    (Franck Ekinci / Christian Desmares, França, Comédia /Aventura, 2016, 105min.)

    Em 1941, a França, presa ao século dezenove e no período das máquinas a vapor, é governada por Napoleão V. Durante 70 anos, cientistas franceses desaparecem misteriosamente. As coisas mudam quando os pais de Abril, dois cientistas, somem e a filha decide ir à procura dos dois.

    09/12 | 17h30 | Cinema | Gratuito | Livre

09/12

19:00

OLHAR INTERIOR - MÚSICA AO VIVO - Arsenal - Choperia
  • O projeto Olhar Interior acontece na Choperia do Sesc Arsenal e está com um novo horário de funcionamento. Agora de Quarta a Domingo!

    Ouça boa música, em um ambiente agradável e com pratos incríveis.

     

    Karola Nunes

    01/12 às 19h

     

    André Coruja

    02/12 às 17h

     

    Jheo Gil

    05/12 às 19h

     

    Luth Peixoto

    06/12 às 19h

     

    Mariana Borealis

    07/12 às 19h

     

    João Reis

    08/12 às 19h

     

    Branco Barros

    09/12 às 17h

     

    Carol Brandalise

    12/12 às 19h

09/12

19:30

PROGRAMAÇÃO CINESESC – DEZEMBRO 2018 - SESC ARSENAL - Arsenal - Cinema
  • Lixo Extraordinário

    (Lucy Walker, Brasil, Documentário, 2010, 99min.)

    O documentário acompanha o trabalho do artista plástico Vik Muniz em um dos maiores aterros sanitários do mundo: o Jardim Gramacho, na periferia do Rio de Janeiro. Lá, ele fotografa um grupo de catadores de materiais recicláveis, com o objetivo inicial de retratá-los. No entanto, o trabalho com esses personagens revela a dignidade e o desespero que enfrentam quando sugeridos a reimaginar suas vidas fora daquele ambiente.

    04/12 | 19h30 | Cinema | Gratuito

     

    Tropicália

    (Marcelo Machado, Brasil, Documentário, 2012, 87min.)

    Uma análise sobre o importante movimento musical homônimo, liderado por Caetano Veloso e Gilberto Gil no final dos anos 1960. Ao mesmo tempo, o Brasil sofria com a ditadura dos generais no poder, o que fez com que Caetano e Gil fossem exilados do país.

    05/12 | 19h30 | Cinema | Gratuito

     

    Cinema Novo

    (Eryk Rocha, Brasil, Documentário, 2016, 90min.)

    Um ensaio poético sobre o movimento cinematográfico brasileiro que colocou o Brasil no mapa do cinema mundial, lançando grandes diretores e criando uma estética única, essencial e visceral que mudou a história do cinema e da história do Brasil para sempre.

    06/12 | 19h30 | Cinema | Gratuito


    Eu, Daniel Blake

    (Ken Loach, Reino Unido, França, Bélgica, 2017, 101min.)

    Após um ataque cardíaco, Daniel Blake busca receber os benefícios concedidos pelo governo, entretanto ele se depara com a extrema burocracia. Nesse cenário ele conhece Katie, a mãe solteira de duas crianças que se mudou recentemente para a cidade.

    07/12 | 19h30 | Cinema | Gratuito


    Sinfonia Da Necrópole

    (Juliana Rojas, Brasil/Chile, Com/Drama, 2014, 94 min.)

    Deodato é um aprendiz de coveiro não muito animado com a profissão. Sua rotina melhora quando Jaqueline surge no cemitério. Ela inicia um levantamento sobre túmulos abandonados com a ajuda do rapaz. A paixão o impede de pedir demissão, mas estranhos eventos continuam a abalar seu estado psicológico.

    08/12 | 19h30 | Cinema | Gratuito

     

    Nossa Irmã Mais Nova

    (Hirokazu Kore-eda, Japão, Drama, 2016, 127min.)

    Três irmãs vivem em Komakura numa linda casa que pertence à família há anos. Quando o pai delas morre, elas decidem ir ao funeral. Lá conhecem a sua meia- irmã, uma tímida adolescente pela qual se apegam muito rápido.

    09/12 | 19h30 | Cinema | Gratuito | Classificação indicativa: 10 anos


12/12

19:00

OLHAR INTERIOR - MÚSICA AO VIVO - Arsenal - Choperia
  • O projeto Olhar Interior acontece na Choperia do Sesc Arsenal e está com um novo horário de funcionamento. Agora de Quarta a Domingo!

    Ouça boa música, em um ambiente agradável e com pratos incríveis.

     

    Karola Nunes

    01/12 às 19h

     

    André Coruja

    02/12 às 17h

     

    Jheo Gil

    05/12 às 19h

     

    Luth Peixoto

    06/12 às 19h

     

    Mariana Borealis

    07/12 às 19h

     

    João Reis

    08/12 às 19h

     

    Branco Barros

    09/12 às 17h

     

    Carol Brandalise

    12/12 às 19h

13/12

17:00

PULAÇÃO DE CORDA - Arsenal - Jardim
  • O Jardim do Sesc Arsenal recebe todas as crianças numa divertida atividade. Além de ser um espaço super legal para brincar, a equipe do Sesc preparou diversas atividades para animar a brincadeira! Às quintas-feiras venha pular corda com a gente!

    06 e 13/12 das 17h às 18h | Jardim | Livre para todas as idades

13/12

19:00

OLHAR INTERIOR ESPECIAL - MÚSICA AO VIVO - Arsenal - Jardim
  • No dia 13 de dezembro o Sesc Arsenal recebe os músicos do projeto Olhar Interior para uma grande apresentação, cada um dos músicos vai tocar parte do seu repertório e também vão fazer canções coletivas. Nomes como Branco Barros, Luth Peixoto, Mariana Borealis, Jheo Gil, Carol Brandalise, Karola Nunes, João Reis, Marcia Oliveira, Juliane Grisólia, Deize Aguena, André Coruja e Trio Pingado já passaram pela Choperia com suas canções. E agora você vai ter a oportunidade de ouvi-los todos em um único dia!