MANGABA RESTAURANTE

Inaugurado em dezembro de 2012, o restaurante Sesc Mangaba é resultado de uma parceria com o Governo de Mato Grosso, por meio da Secretaria de Estado de Trabalho e Assistência Social, que cedeu o espaço em regime de comodato. O nome Mangaba remete ao fruto da mangabeira, árvore que pode atingir cerca de sete metros de altura. O fruto possui cheiro forte, polpa branca e gosto bem doce. A palavra mangaba é de origem tupi guarani, que significa “coisa boa de comer”.

Além dos tradicionais pratos como Maria Isabel, farofa de banana, mujica de pintado, banana empanada, paçoca de pilão, ventrecha de pacu e filé de pintado à milanesa, há também pratos exclusivos, como a panqueca de pequi, mousse de pequi, entre outros. Um dos pratos com grande procura é o peixe com banana e queijo, que foi batizado de Guaicuru, em referência a etnia indígena que habitava os estados de Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Goiás. “Nosso foco são os comerciários mas também recebemos muitos turistas”, comenta Denise Muniz, gerente do restaurante, que tem capacidade de atender até 130 pessoas.

A decoração do restaurante é uma atração à parte. Composta por peças de artesanato do acervo do Sesc Mato Grosso, chama a atenção dos visitantes o lustre feito com miniaturas de violas de cocho e o quadro de arpileria (uma técnica de bordado) feita por uma cooperativa artesã de Poconé. O cocar Karajá e a pintura de um indígena também compõem ajudam a enfeitar o Mangaba ao mesmo tempo em que valorizam a nossa cultura.