Fevereiro 2018

15/02

15:00

CULINÁRIA QUEBRA TORTO - MÓDULO CULINÁRIA ALEMÃ - Porto - Sesc Porto
  • Oficinas que trabalhará informações básicas de gestão e planejamento, garantindo a sustentabilidade financeira, técnicas e habilidades para manuseio de alimentos.
    Receitas: Goulash e Batatas assadas e gratinadas

    Público: a partir de 14 anos.
    Inscrições: Recepção Sesc Porto

15/02

19:30

CINESESC FEVEREIRO | SESC RONDONÓPOLIS - Rondonopolis - Espaço Cultural
  • O Cinesesc retorna suas atividades em fevereiro com uma seleção de filmes que versam com a juventude, a alegria, a música, a aventura, a comédia e o absurdo, além de toda brasilidade presente no carnaval.

    Toda terça e quinta, exceto feriados e dia de espetáculo.

     

    01/02 às 19h30

    CARTOLA – MUSICA PARA OS OLHOS

    (Direção: Lírio Ferreira e Hilton Lacerda, Brasil, 2007, 88 min)

    Classificação 10 anos

    Através da linguagem documental - contando com imagens de arquivos e depoimentos de amigos e colaboradores -, os diretores Hilton Lacerda e Lírio Ferreira abordam a história de vida e a obra de Angenor de Oliveira, mais conhecido como Cartola, um grande ícone nacional do samba e importante compositor da música brasileira.

     

    06/02 às 19h30

    A ALEGRIA

    (Direção: Felipe Bragança e Marina Meliande, Brasil, 2011, 100 min)

    Classificação Livre

    Luiza é uma garota de 16 anos  que vive com a mãe. Um dia, seu primo João é baleado em Queimados, cidade da Baixada Fluminense, e desaparece. Todos acham que João foi morto, menos Luíza, que recebeu uma visita dele logo após o ocorrido. A mãe de Luiza resolve ficar em Queimados com a irmã, deixando a garota sozinha no apartamento do Rio de Janeiro. João visita à prima e fica no local  para se recuperar, sendo cuidado por Luíza e seus amigos.

     

    08 e 27/02 às 19h30

    VIPS

    (Direção: Toniko Melo, Brasil, 2011, 95 min)

    Classificação 14 anos

    Desde pequeno, Marcelo da Rocha gosta de imitar as pessoas e se passar pelos outros. Seu sonho é aprender a voar e tornar-se piloto como o pai. Fugindo de casa, viaja para o Mato Grosso do Sul, onde consegue trabalho como contrabandista. Sempre assumindo novas identidades, consegue juntar dinheiro, e se prepara para dar  o maior golpe de sua vida: fazer-se passar pelo empresário e proprietário de uma importante companhia aérea. Desembarca num resort em Recife e participa de uma festa exclusiva para milionários, assumindo com sucesso, por alguns dias, a falsa identidade.

     

     

    15/02 às 19h30

    SELEÇÃO DE CURTAS – CARNAVAL

    - No principio era o verbo

    (Direção: Virginia Jorge, Brasil, 2005, 18 min)

    Três histórias, que se desenrolam "simultaneamente" em um bar num dia de carnaval, se complementam e se fundem num vai e vem lírico e bem-humorado, que procura tecer uma reflexão sobre o conceito de verdade e nossa busca pelas explicações de fenômenos cotidianos, que não obstante estamos longe de compreender plenamente, como a invenção da roda, ou o modo de vida de outras culturas.

    -Nossa escola de Samba

    (Direção: Manuel Giménez, Brasil, 1968, 30 min)

    Um dos filmes da Caravana Farkas, documentário social sobre o bairro carioca onde surge a Escola de Samba Unidos de Vila Isabel: o cotidiano do morro, as transformações que ocorrem todo ano quando se aproxima o Carnaval, os preparativos, os ensaios e finalmente o desfile na avenida.

15/02

19:30

CINESESC FEVEREIRO | SESC ARSENAL - Arsenal - Cinema
  • O CineSesc em fevereiro traz a recente produção cinematográfica brasileira. As quatro produções nacionais dialogam com diferentes públicos, em todos os gêneros, mostrando que cada vez mais o cinema brasileiro se consolida como importante vetor de afirmação da nossa identidade. Apresentamos também uma obra alemã, fruto da parceria com a Embaixada da Alemanha.

     

    ENQUANTO SONHÁVAMOS

    (Andreas Dresen, Alemanha, Drama, 2015, 117min.)

    01/02 | 19h30 | Cinema |Gratuito |14 Anos

    Leipzig, início dos anos 90. Rico, Daniel, Mark e Paul crescem no turbilhão da Alemanha reunificada. No rescaldo da realidade de um país que já não existe, todos os sonhos parecem impossíveis, mas ao mesmo tempo, inatingíveis. É a história de uma juventude perdida, que se rege pelo álcool, pelas drogas e pela música, num jogo entre a rebelião e a utopia de felicidade suprema.

    CineSesc com Embaixada da Alemanha

     

    CINEMA NOVO

    (Eryk Rocha, Brasil, Documentário, 2016, 90min.)

    02, 15 e 25/02 | 19h30 | Cinema | Gratuito | 12 Anos

    Sinopse: Um ensaio poético, um olhar aprofundado e um retrato íntimo sobre o Cinema Novo, movimento cinematográfico brasileiro que colocou o Brasil no mapa do cinema mundial, lançou grandes diretores e criou uma estética única, essencial e visceral que mudou a história do cinema e a história do Brasil para sempre.

     

    BRANCO SAI, PRETO FICA

    (Adirley Quirós, Brasil, Documentário / Ficção, 2015, 93MIN.)

    03 e 18/02 | 19h30 | Cinema | Gratuito | 14 Anos

    Tiros em um baile de black music na periferia de Brasília ferem dois homens, que ficam marcados para sempre. Um terceiro vem do futuro para investigar o acontecido e provar que a culpa é da sociedade repressiva. Premiado como melhor filme no Festival de Brasília, o filme parte de um massacre em um baile funk nos anos 1980.

     

    ELES VOLTAM

    (Marcelo Lordello, Brasil, Drama, 2014, 100min.)

    04 e 17/02 | 19h30 | Cinema |Gratuito |14 Anos

    Cris e Peu são deixados na beira de uma estrada pelos próprios pais, castigados por brigar durante uma viagem à praia. Após algumas horas, Peu parte em busca de um posto de gasolina. Cris permanece no local por um dia inteiro e, sem notícias dos pais ou do irmão, decide percorrer ela mesma o caminho de volta para casa.

     

    MEU CORPO É POLÍTICO*

    (Alice Riff, Brasil, Documentário, 2016, 71min.)

    16/02 | 19h30 | Cinema | Gratuito | 12 Anos

    Meu corpo é político aborda o cotidiano de quatro militantes LGBT que vivem em periferias de São Paulo. A partir da intimidade e do contexto social dos personagens, o documentário levanta questões contemporâneas sobre a população trans e suas disputas políticas.

    * CineSesc Debate