Fevereiro 2018

17/02

10:00

EXPOSIÇÃO PIN HOLE - LUZ, LATA E AGULHA: HISTÓRIA E ARTE EM FOCO - Casa do Artesão - Sesc Casa do Artesão
  • A arte do Pinhole consiste em obter imagens com câmeras construídas pelo próprio fotógrafo e material sensível à luz. Pode ser feito com caixa de sapato, latas de leite, latas de tintas e até caixinhas de fósforo. Praticar o Pinhole é ter o controle total sobre todas as fases da fotografia, desde a construção de uma câmera, até a revelação da imagem. Venha à exposição e conheça o resultado do trabalho dos alunos do Sesc Escola, fruto da imaginação dos fotógrafos com um único objetivo: revelar para todos as pequenas telas pintadas com luz e o registro de uma aula marcante para o resto da vida.


    Horário: de Segunda a Sexta das 08h30 às 17h15
    Sábado: das 07h45 às 12h45

17/02

17:30

SESSÃO PIPOCA FEVEREIRO - Arsenal - Cinema
  • O SERVIÇO DE ENTREGAS DA KIKI

    (Hayao Miyazaki, Japão, Aventura / Fantasia, 1990, 102min.)

    03 e 18/02 | 17h30 | Cinema | Gratuito | Livre

    Kiki é uma jovem bruxinha que acabou de completar 13 anos. Segundo a tradição, todas as bruxas devem sair de casa por um ano para aprender a viver por conta própria. Então ela aprende a seguir em frente com sua vida, apesar de todas as dificuldades que possam surgir.

     

    PORCO ROSSO

    (Hayao Miyazaki, Japão, Aventura / Fantasia, 1994, 93min.)

    04, 17 e 25/02 | 17h30 | Cinema | Gratuito | Livre

    Entre as duas guerras, caçadores de prêmios ganham a vida lutando contra os piratas do ar que aterrorizam o Mar Adriático. Um deles é Porco Rosso. Gina, uma cantora e proprietária do Hotel Adriano, não desiste de tentar convencê-lo de que vale a pena procurar a humanidade, mas Porco resiste a falar do passado e detesta o único vestígio desses tempos.

17/02

19:30

CINESESC FEVEREIRO | SESC ARSENAL - Arsenal - Cinema
  • O CineSesc em fevereiro traz a recente produção cinematográfica brasileira. As quatro produções nacionais dialogam com diferentes públicos, em todos os gêneros, mostrando que cada vez mais o cinema brasileiro se consolida como importante vetor de afirmação da nossa identidade. Apresentamos também uma obra alemã, fruto da parceria com a Embaixada da Alemanha.

     

    ENQUANTO SONHÁVAMOS

    (Andreas Dresen, Alemanha, Drama, 2015, 117min.)

    01/02 | 19h30 | Cinema |Gratuito |14 Anos

    Leipzig, início dos anos 90. Rico, Daniel, Mark e Paul crescem no turbilhão da Alemanha reunificada. No rescaldo da realidade de um país que já não existe, todos os sonhos parecem impossíveis, mas ao mesmo tempo, inatingíveis. É a história de uma juventude perdida, que se rege pelo álcool, pelas drogas e pela música, num jogo entre a rebelião e a utopia de felicidade suprema.

    CineSesc com Embaixada da Alemanha

     

    CINEMA NOVO

    (Eryk Rocha, Brasil, Documentário, 2016, 90min.)

    02, 15 e 25/02 | 19h30 | Cinema | Gratuito | 12 Anos

    Sinopse: Um ensaio poético, um olhar aprofundado e um retrato íntimo sobre o Cinema Novo, movimento cinematográfico brasileiro que colocou o Brasil no mapa do cinema mundial, lançou grandes diretores e criou uma estética única, essencial e visceral que mudou a história do cinema e a história do Brasil para sempre.

     

    BRANCO SAI, PRETO FICA

    (Adirley Quirós, Brasil, Documentário / Ficção, 2015, 93MIN.)

    03 e 18/02 | 19h30 | Cinema | Gratuito | 14 Anos

    Tiros em um baile de black music na periferia de Brasília ferem dois homens, que ficam marcados para sempre. Um terceiro vem do futuro para investigar o acontecido e provar que a culpa é da sociedade repressiva. Premiado como melhor filme no Festival de Brasília, o filme parte de um massacre em um baile funk nos anos 1980.

     

    ELES VOLTAM

    (Marcelo Lordello, Brasil, Drama, 2014, 100min.)

    04 e 17/02 | 19h30 | Cinema |Gratuito |14 Anos

    Cris e Peu são deixados na beira de uma estrada pelos próprios pais, castigados por brigar durante uma viagem à praia. Após algumas horas, Peu parte em busca de um posto de gasolina. Cris permanece no local por um dia inteiro e, sem notícias dos pais ou do irmão, decide percorrer ela mesma o caminho de volta para casa.

     

    MEU CORPO É POLÍTICO*

    (Alice Riff, Brasil, Documentário, 2016, 71min.)

    16/02 | 19h30 | Cinema | Gratuito | 12 Anos

    Meu corpo é político aborda o cotidiano de quatro militantes LGBT que vivem em periferias de São Paulo. A partir da intimidade e do contexto social dos personagens, o documentário levanta questões contemporâneas sobre a população trans e suas disputas políticas.

    * CineSesc Debate

17/02

20:00

SHOW COMEÇAR DIZENDO, COM JOÃO REIS - Arsenal - Teatro
  • João Reis começou a tocar violão aos 13 anos de idade e menos de um ano depois já ensaiava os primeiros passos como compositor. Ingressou em grupos de teatro como músico ator tendo dividido palcos com grupos renomados de Cuiabá e Brasil afora. Com referências de artistas como Lenine, Tiago Iorc e do grupo 5 a Seco, João Reis se posiciona como uma grande promessa da música de Mato Grosso. Alcançando uma música leve e com traços fortes da MPB pop moderna. João também integra a equipe de Ana Rafaela como músico acompanhador, compositor e vocalista de apoio, tendo duas de suas músicas gravadas no primeiro disco da cantora (Cantos- 2015). Uma de suas canções também foi gravada pela reconhecida cantora Ellen Oléria vencedora do 1º The Voice Brasil.
    Mais maduro, o jovem compositor João Reis lança seu primeiro trabalho “Começar dizendo”. Projeto que faz um apanhado de suas músicas, em uma leitura do amor sob o prisma do corriqueiro e do poético.
    Segundo João, suas músicas “são simples, mas feitas para tocar a alma”. Trazem um elemento biográfico, são feitas sempre com base no sentimento real vivido pelo artista frente às situações da vida.