Outubro 2017

18/10

08:30

SESC FAZ CIDADANIA NO GANHA TEMPO - Porto - Ganha Tempo
  • O Sesc oferece gratuitamente os serviços de: Aferição de Pressão Arterial, Orientações visando a promoção de saúde e IMC, Oficinas e Jogos Recreativos. 

18/10

19:00

NÚCLEO ARSENAL DE CINEMA - PALESTRA MULHERES NA TÉCNICA, PORQUE NÃO? - Arsenal - Cinema
  • A desigualdade de gêneros no audiovisual existe desde a criação do cinema. Estamos em um momento em que essa desigualdade vem sendo questionada internacionalmente e também no Brasil. Discutir e pensar a representação feminina é um primeiro passo para tomarmos pé do cenário atual como roteiristas, diretoras, produtoras e comunicadoras, e é uma maneira de começarmos a reescrever a história desde outro lugar. A presença feminina no audiovisual ainda é pequena, principalmente nas funções de direção e de roteiro.  Em 2016, apenas 20,3% dos filmes brasileiros lançados nos cinemas foram dirigidos por mulheres. A palestra “Mulheres na Técnica, porque não?” é um convite ao engajamento de todos que percebem a diversidade como uma chave que nos conecta a mundos mais amplos, com maior pluralidade de narrativas.
    Convidadas:
    Karina Figueredo é atriz, iluminadora cênica, produtora de cinema e radialista formada pela Universidade Federal de Mato Grosso. Dedica-se ao trabalho com teatro há 13 anos. Membro fundadora da Confraria dos Atores, faz parte da produção do Núcleo de Pesquisas Teatrais – Encontros Possíveis (Prêmio Itaú Cultural 2014). Em sua formação, destacam-se os iluminadores Aurélio de Simoni (RJ), Rogério Emerson (RJ), Flávio Andrade (SP) e Lourivaldo Rodrigues (MT); as atrizes Roberta Carreri (Odin Teatret/Dinamarca); Marina Elias (RJ); o ator Volmir Cordeiro (SP), os diretores de cinema Amauri Tangará (MT), João Brites (Teatro O Bando, Portugal), Di Moreti (SP), Bruno Carneiro (SP) e Eduardo Vaccari (RJ).
    Juliana Segóvia é cuiabana, cineasta, pesquisadora, graduada em comunicação e mestre em estudos de cultura contemporânea pela Universidade Federal de Mato Grosso. Atua há 6 anos no mercado independente do audiovisual. Tem experiência com edição de curtas e médias metragens (Risos na Madrugada; Sob os Pés; Comunidade Quilombola de Lagoinha de Cima; Pedra 90 - Mande notícias do lado de lá. Diz quem fica; Kalpa e A Garota que existiu dentro de um Mistério).

    As inscrições serão abertas 20 dias antes da data da palestra mediante o preenchimento de um formulário de inscrição online.
    Para mais informações: fbarbosa@sescmatogrosso.com.br

18/10

20:00

AFETO – ESPETÁCULO 'DESASTRO' COM DIMENTI PRODUÇÕES CULTURAIS (BA) - Arsenal - Teatro
  • Na peça Desastro, é como se os personagens de Star Wars dançassem ao som de David Bowie num episódio dos Power Rangers. Voltada principalmente para os adolescentes, Desastro é uma coreografia neon, um ideia de futuro congelada no passado, um universo de excentricidade espacial, um universo construído a partir de um vômito de luz. Desastro é tão apoteótico quanto um strobo forjado pela mão no interruptor do quarto. Uma peça toda ao som de versões do hit "Space Oddity" de David Bowie.