ALDEIA ROSA BORORO

Rondonópolis - 06 a 21 de outubro | Gratuito

ESPETÁCULOS E INTERVENÇÕES

O SOM QUE O VENTO CONTA – ESTELA E JOHN (CUIABÁ- MT)

06/10 | 14h (agendamento escolar) | 20h (público espontâneo) | Livre | 60 minutos

“O SOM Que o Vento CONTA” é um espetáculo musical de contação de estórias que viaja a diferentes regiões do mundo, transportando o espectador a lugares inimagináveis. De contos populares brasileiros a um império na China, de uma aldeia dos índios kayapo em Mato Grosso, a um palácio na Espanha antiga. Estela Ceregatti e Jhon Stuart, cuidadosamente entoam estórias musicadas, e como num passe de música, eternizam algumas - escolhidas a dedo pela dupla.

 

CARNE, COM CIA SOLTA (CUIABÁ-MT)

08/10 às 20h | Teatro | 20h | 18 anos | 65 minutos

Carne: uma narrativa sobre a memória é uma performance construída a partir da literatura documental, que retrata a resistência e resignação humanas, em meio a ditaduras e opressões históricas. O trabalho preza pela autobiografia, pelo autorretrato verbal e por descrições documentais autorais, através de vozes distintas em épocas e cenários dessemelhantes.

 

EXIBIÇÃO DE CURTAS – AMAZÔNIA DAS ARTES

09/10 às 14h | Agendamento Escolar Itinerante | Livre | 53 minutos

- Pedaços de Pássaros - Andrei Miralha e Marcílio Costa – 13 min

- Meu Rio Vermelho – Rafael Irineu – 20 min 

- Encantes - Histórias de Laranjal do Maracá - Cassandra Oliveira – 20 min

 

INHAMOR – THEREZA HELENA (CUIABÁ – MT)

09/10 às 20h | Teatro | Livre | 50 lugares | 45 minutos

10/10 às 14h | Teatro | Livre | Agendamento Itinerante | 50 lugares | 45 minutos.

Thereza Helena se apropria da cozinha, dos utensílios mais simples e da coreografia do cotidiano para narrar o enfrentamento de uma mulher obesa com as convenções sociais do corpo. Convida os espectadores à mesa enquanto manipula um inhame e os demais ingredientes da receita de um pão. Suja as mãos e partilha uma transformação ancorada no universo feminino. A história deságua na areia úmida do mar, em um misto de enlevação e sublimação somente possível através da experiência intimista, de platéia reduzida, favorecendo o olho no olho e o fruir delicado de que Inhamor é tecido.

 

CIRCUITO PALCO GIRATÓRIO – A BEIRA DE... – SILVIA MOURA (FORTALEZA – CE)

10/10 às 20h | Livre | 50 lugares | 60 minutos.

Esse trabalho trata da busca por um estado de presença que estabeleça com o público uma relação de casualidade. É proposto ao público segurar objetos que poder cair escolher um lugar para ficar, escolher que parte deve ser iluminada do trabalho, a interação direta com o público é parte da composição do trabalho.

 

 

CIRCUITO PALCO GIRATÓRIO LOCAL – TAMIRES – CIA DOSOUTROS

11/10 às 20h | Teatro | 12 anos | 35 minutos

 

MESA “VIDEO-CERRADO – AUDIOVISUAL EM MATO GROSSO” – COM KEIKO OKAMURA, CAROL ARAÚJO E FERNANDA SOLON

12/10 às 19h | Livre | Teatro

As três convidadas da mesa vão bater um papo sobre mercado audiovisual no estado, dificuldades, oportunidades, formação e mercado de trabalho, além de trazerem um pouco de suas atuações como realizadoras de audiovisual.

 

INTERVENÇÃO DE DANÇA – VOZ – COMADANÇA (CUIABÁ-MT)

13/10 às 18h | Livre | Feira da Vila Aurora

Corpos suportes de reflexos, uma espécie de caixa de fundo infinito que nunca acaba de revelar o que tem dentro. E tem dentro toda a realidade. Bailarinos com placas de espelhos nas mãos que criam danças adágios pelos lugares, refletindo tudo ao seu entorno. Levando a poética de dançar com todos, e por breves momentos estarem mais próximo.

 

#NUDES – LUCAS KOESTER – (SÃO PAULO – SP)

13/10 às 20h | 18 anos | Teatro | 30 minutos

Nudes quer ser uma dança pelada, uma dança pelando‟ uma dança de pele, de dentro pra fora, desvestida, descolando a pele uma selfie do self?

Em cena o performer e o aparelho celular desenham um movimento estacado, um movimento que quase não vai, enrijece registra um tônus e contrações. É possível uma dança nua sem tirar a roupa? Quando a roupa se torna extensão da pele que texto se tece?

 

AVE – DIAMOND CREW (CUIABÁ – MT)

14/10 às 18h – Livre | Casario | 30 minutos

Dança, vídeo e poema inscritos no espaço, “A Ave” é um espetáculo homônimo à obra icônica de Wlademir Dias Pino.  Uma homenagem ao poeta que revolucionou a literatura mundial com seu intensivíssimo. Traço, percurso, transparência... Voo.

 

MOSTRA PROCESSOS EM DANÇA - INTERCÂMBIO E BATE PAPO COM LUCAS KOESTER – CO-NEXOS (RONDONÓPOLIS-MT)

14/10 às 20h | Livre | Teatro | 20 minutos

O que mede o quê? O tempo mede o cotidiano, ou o cotidiano mede o tempo? A cinesfera do cotidiano, onde invadimos e ocupamos os espaços, que preenche de vazios o humano, tornando-nos cada vem mais mecânicos, onde os corpos se encostam, se invadem, se emaranham, mas não se tocam de “verdade”. Sem consciência de que somos tessituras, simples malha relacional, perdemos o que se tece a cada instante. Vão se costurando no conjunto das trocas humanas as negociações e as imposições, gestos solidários e interesseiros, construtivos e destrutivos, conflituosos e cooperativos, afetos e agressões, atrações e antipatias, subordinações e resistências... dos arranjos resultantes das trocas, brotam sujeitos marcados pelas interações, que vão se constituindo, se identificando, agrupando-se no espaço-tempo com máscaras cotidianas, tiras, roupas da identidade.

 

NO CORPO OUTRA VEZ – COMADANÇA (CUIABÁ – MT)

15/10 às 18h e às 20h | 40 lugares | 18 anos | Teatro

Espetáculo de dança com quatro momentos de intimidades, na qual, metáforas poéticas revelam hábitos e moram lembranças. Num lugar de um presente que reabsorve o passado e o futuro, um futuro e um passado que dividem a cada instante o presente. Os quatro momentos são permeados por pessoas aparentemente comuns na sociedade, que revelam por meio de uma partitura gestual sutil, minuciosa e dançam. Aparentemente utilizam o mesmo espaço, e percebem distintas subjetividades, como cada um as percorrem, vê e ouve e vivem outra vez.

 

É PURO ROCK 'N' ROLL - BANDA PÉ DE SACI (RIO DE JANEIRO – RJ)

16/10 às 14h (Agendamento Escolar) e às 20h (Público Espontâneo) | Livre | Teatro | 60 minutos

A Banda Pé de Saci irá apresentar o melhor do rock’n’roll para crianças de todas as idades, promovendo interação entre pais e filhos através desse ritmo contagiante. Com repertório bem diverso, que vai de clássicos do rock e da música infantil até canções autorais da banda Assim, o grupo promete colocar não só a criançada, mas toda família para curtir!

 

CIRCO CARTA BRANCA – CIA DO RELATIVO (SÃO PAULO – SP)

17/10 às 15h | Livre | Teatro | 30 minutos

Com acrobacia, dança, malabarismo e música ao vivo, esses companheiros não medem esforços para compartilhar seus sonhos e cumprir seu dever: Entreter o público! Mas, através de suas cartas brancas, buscam a sinceridade em compartilhar algo que seja realmente significativo e, assim, acabam expondo seus medos, motivações e fragilidades, mostrando aspectos vulneráveis de suas personalidades.

 

MALUNGO BRASILEIRO - GABRIEL CARMO (RONDONÓPOLIS – MT)

17/10 às 14h (Agendamento Escolar) e às 20h (Público Espontâneo) | Livre | Teatro

A intenção do show instrumental “Malungo Brasileiro” é trazer uma conexão entre ritmos brasileiros e africanos sabendo que a música brasileira foi totalmente influenciada pelo continente ancestral. A palavra “Malungo” tem um sentido de irmandade, companheirismo, da própria amizade que os escravos tinham dentro das embarcações que vinham da África para o Brasil, logo o nome do show remete a essa união que liga os povos por um laço muito forte e simbólico com raízes africanas, tão intensas na cultura brasileira.

 

EXIBIÇÃO DE CURTAS – AMAZÔNIA DAS ARTES

18/10 às 14h (Agendamento Escolar Itinerante) | Livre | 53 minutos

- Pedaços de Pássaros - Andrei Miralha e Marcílio Costa – 13 min

- Meu Rio Vermelho – Rafael Irineu – 20 min 

- Encantes - Histórias de Laranjal do Maracá - Cassandra Oliveira – 20 min

 

DESCOTIDIANO – CIA DO RELATIVO (SP)

18/10 às 20h | Livre | Teatro

Em uma casa de poucos móveis e sentimentos, habita um personagem por vezes estressado e por outras fadigado pela rotina imposta pela vida. Esse ser excêntrico e solitário busca, através da desconstrução de seu cotidiano, uma motivação para sorrir manipulando objetos do cotidiano que vão de colheres e livros, passando por xícaras, vassouras e pás de lixo, além de objetos clássicos do malabarismo como bolas e o malabarismo de contato.

 

REINAÇÕES ENCANTADAS – THEREZA HELENA

19/10 às 14h (Agendamento Escolar) e às 20h (Público Espontâneo) | Livre | Teatro | 40 minutos

Reinações Encantadas, é um espetáculo de contação de histórias, com as atrizes Thereza Helena e Juliana Graziela, que apresentam dois reinos muito diferentes, onde manipulam objetos, bonecos e sombras de maneira brincante, com sons e músicas.

 

CIRCUITO PALCO GIRATÓRIO – INTERVENÇÃO DILÚVIO MA - ECOPOÉTICA: ARTE E SUSTENTABILIDADE EM INTERVENÇÕES URBANAS (PORTO ALEGRE – RS)

20/10 das 07h às 11h | Livre | Ponte do Cais

MA no ZEN-budismo significa “vazio”, ou ainda “espaço entre as coisas”. A intervenção urbana DILÚVIO MA traz os performers suspensos no interior de uma rede cheia de lixo, balançando durante algumas horas sobre espaços da cidade carentes de cuidado e atenção. Habitando o interior da instalação de lixo com composições coreográficas e práticas meditativas, os performers estabelecem uma relação de contra fluxo ao ritmo urbano. A intervenção chama atenção para a responsabilidade com tudo aquilo que descartamos e para a urgência no tratamento de questões ambientais e sanitárias que deveriam ser prioritárias à saúde urbana.

 

ALICE – TEATRO FACES JOVEM

20/10 às 14h (Agendamento Escolar) e às 20h (Público Espontâneo) | Teatro | 14 anos

Alice não se vê como Fernando e quando começa a ir com roupas femininas para Escola sofre violência de alguns alunos e descaso dos professores que não podem e não querem discutir gênero. Junto com alguns amigos, Alice encontra forças para deixar de se esconder e lutar pelo direito de ser feliz e pensar.

 

MOSTRA PROCESSOS EM TEATRO - INTERCÂMBIO E BATE PAPO COM WANDERSON LANA – FIOS DE MENTIRA – CIA ART’ ARTEIROS (RONDONÓPOLIS –MT)

21/10 às 16h | Livre | Teatro | 35 minutos

Três bonecos de marionetes descobrem que tem movimentos e vontades próprias e saem em busca de usufruir desse direito, mas por serem manipulados a vida toda, se veem rodeados por dúvidas que fazem pensar se devem mesmo se apropriam dessa liberdade ou voltar a fazer o que determinam seus manipuladores. Após alguns conflitos de ideologias, chegam a conclusão que a vida sem censura proporciona maior e melhor autonomia.

 

MOSTRA PROCESSOS EM TEATRO - INTERCÂMBIO E BATE PAPO COM WANDERSON LANA - VENETA – GRUPO ATOAÇÃO (RONDONÓPOLIS –MT)

21/10 às 20h | Teatro | 12 anos | 30 minutos

Em uma nuvem de devaneio, loucura e amor uma mulher percebe que o reflexo de si mesma é sua tempestade e seu raio de sol, sua loucura e sua VENETA. E descobre que nem todo beijo é de amor, e que matar também é morrer junto.

 

AÇÕES FORMATIVAS

OFICINA O GOSTO QUE A PALAVRA TEM

09 e 10/10 das 09h às 12h | Ateliê do Espaço Cultural | Livre | 20 vagas

A proposta é juntar o que existe de mais gostoso no teatro e na culinária, a criação. E a partir de exercícios e jogos constrói um caminho criativo que permite aos participantes a possibilidade de transformar utensílios culinários em materiais para a cena. Nesse jogo, brócolis cortadinhos podem se transformar em pequenas árvores, a ação de peneirar farinha pode ser associada à imagem da neve caindo. Essa ação pode desconstruir o ar pejorativo que paira sobre a ideia de brincar com comida e construir a ideia de que comida saudável também é divertida. Abertos para a possibilidade de criar, os participantes serão orientados no sentido de investigar, durante a preparação de um prato, metáforas que ajudem a contar ou criar uma história.

Participantes: 20

 

CIRCUITO PALCO GIRATÓRIO - INTERCÂMBIO ENTRE ARTISTAS: SILVIA MOURA(CE) E CIA ARTE EM MOVIMENTO (MT)

12/10 das 15h às 17h | Foyer Espaço Cultural

 

OFICINA “DANÇA POSSÍVEL” – COMADANÇA (CUIABÁ –MT)

13 e 14/10 das 08h às 12h | Agendamento | 14 anos | 20 vagas

A proposta é investigar as possibilidades de criação em dança a partir do corpo que se tem, dentro de questionamentos e práticas do indivíduo/coletivo e do coletivo/individuo, para apontamentos de uma vértice e abertura de processos em arte. Com práticas de presença cênica, pulso, intenção, manipulação de energia e dinâmica corporal.

 

OFICINA/ENCONTRO PRA TOMBAR – LUCAS KOESTER (SÃO PAULO – SP)

13 e 14/10 das 09h às 12h | Sala de Dança | 14 anos | 15 vagas

Tombar pode se relacionar ao ato de queda, derrubada ou ida do corpo ao chão. Tombar também pode ser o reconhecimento do valor histórico de um bem, levando em conta sua função social. A proposta desse encontro/oficina ou oficina/encontro é de questionar e experimentar as inteligências envolvidas na queda, na queda literal e nas quedas metafóricas. É um encontro para “não dar certo”, um espaço para fracassar, resignificar, experimentar e fortalecer. Compartilhar experiências de composição e experimentação cênica/coreográfica a partir do precário e do fracasso.

 

OFICINA INICIAÇÃO AO MALABARISMO – CIA DO RELATIVO (SÃO PAULO – SP)

18 e 19/10 | 15 vagas | carga horária: 6 horas

Oficina recreativa voltada às pessoas que desejam conhecer toda amplitude da técnica ou simplesmente buscar um momento de descontração. Na oficina, serão desenvolvidos jogos a partir de conceitos básicos do malabarismo.