“Overdoze” transforma Sesc Arsenal em um festival com dois palcos e 12 horas de programação artística

Encerrando a edição 2018 da Guaná – Aldeia de Arte e Cultura a programação leva ao público grandes nomes da cena artística regional

Com uma programação pensada para todos os públicos, o Guaná – Aldeia de Arte e Cultura de 2018 se despede do público com o “Overdoze”, que deve unir os amantes da arte e da cultura com uma programação de 12 horas. O evento acontece no Sesc Arsenal nesse sábado (15), das 14 horas até a primeira hora da madrugada do domingo (16), levando ao público espetáculos de teatro, dança, performances, intervenções artísticas, shows, além da presença do Fusca Sebo, Sesc Casa do Artesão e food-bikes.  

 

A programação conta com 13 atrações que se apresentarão em espaços espalhados pela unidade Arsenal, como o “Palco Mangueira” e o “Palco Principal”. Além disso, as atividades recreativas também ganham espaço no “Overdoze” com diversas atividades que acontecem a partir das 14 horas.  

 

Com opções culinárias variadas, os pergolados do Sesc Arsenal vão receber  food-bikes com doces, salgados, sucos, além de uma variedade de produtos sem glúten e sem lactose.  

 

O Sesc Casa do Artesão e Sesc Porto também vão marcar presença nesta edição do “Overdoze”, trazendo o melhor de cada unidade para esse grande encontro. O Sesc Porto vai transformar o Jardim em uma pista ideal para uma aula especial de Zumba, às 17h30. Já o Sesc Casa do Artesão leva para o público o projeto “Conhecendo o Artesão”, além das oficinas de stencil e mandala.

  

Três palcos, muitas atrações  

 

No Palco Mangueira, o grupo de teatro mato-grossense Teatro Imagem abre a programação do palco às 16 horas com o espetáculo “Um Conto de Amor Nordestino”, que vai apresentar ao público uma atrapalhada história de amor entre Maria Jezebel e João Lionel.  

 

O Teatro do Sesc Arenal abre espaço para o espetáculo “Se Eu Fosse Iracema”, do grupo 1comum Coletivo do Rio de Janeiro, que propõe um olhar sobre o universo indígena brasileiro por meio de um monólogo com atuação de Adassa Martins. Também levando para a cena os conhecimentos ancestrais dos povos originários, a artista mato-grossense Alicce Oliveira se apresenta às 18 horas no Palco Mangueira com o espetáculo “Exetina Kopenoty – Histórias Indígenas”, que convida o público a descobrir um pouco mais sobre a criação do universo segundo o olhar do povo Terena.  

 

Já no Palco Principal o “Trinca Brasil” inicia a madrugada levando uma leitura instrumental de diversos gêneros da música brasileira, o trio sobe ao palco à meia-noite, deixando a noite ainda mais animada. Ainda no clima musical, a cantora mato-grossense Nega Lu encerra a programação, à 01 hora, com um show especial levando todo seu talento para o público.

O evento é gratuito e aberto para o público geral. A programação completa está disponível no site oficial do Sesc Mato Grosso.  

 

Programação completa do “Overdoze”

 

14h - Jardim - Oficinas De Artes Visuais / Atividades Recreativas 

15h - Jardim - Atividades Recreativas 

16h - Palco Mangueira - Um Conto De Amor Nordestino - Teatro Imagem (MT) 

17h - Jardim - Performance Tsanipê - Ruth Albernaz (MT) 

17h30 - Jardim - Zumba - Sesc Porto 

18h - Palco Mangueira - Conto Exetina Kopenoty - Histórias Indígenas - Alicce Oliveira (MT) 

18h - Teatro - Se Eu Fosse Iracema - 1comum Coletivo (RJ) 

19h - Palco Principal - Dança Flor do Campo e Convidados (MT) 

20h - Palco Mangueira - Circo Cabaré? - Cia do Relativo (SP) 

21h - Palco Principal - Luth Peixoto E Banda (MT) 

21h45 - Palco Principal - Deize Aguena e Roda De Samba (MT) 

22h30 - Palco Principal - Vera & Zuleika (MT) 

23h15 - Palco Principal - Zabumba Beat (MT) 

24h- Palco Principal - Trio Trinca Brasil (DF) 

01h - Palco Principal - Nega Lu (MT)